segunda-feira, 23 de maio de 2011

Memorias escondidas

 
 Crianças alegres
Ciranda vazia
Rotina entristece
São coisas da vida
Na ânsia e na sede
Na vontade de brincar
Queria balançar na rede
E na chuva se molhar
A areia me suja
A agua me limpa
Fazendo garatujas
Feliz e brincalhão
Meus momentos com você
Boneca, corda e pião
Sempre girando o bambolê
Sou vilão. Sou mocinho
Sou papai e mamãe
Sou um herói maluquinho
Que deitou em seu divã
Na memoria a infância
Na cabeça um pensamento
Queria voltar a ser criança
E poder reviver bons momentos
Agora já no fim da vida
Só me restam as lembranças
Sem jamais esquecer que um dia
 Foi Real a minha Fantasia!

 Simone Martins - Março/2008
 
Foto:GOOGLEhttp://bp1.blogger.com/_7Li05TAf5SE/SA6SvhKD76I/AAAAAAAAALc/VwKwZ1KLdQk/s320/ciranda+arthur.jpg